Primeiro dia: processo de alfandega e entrada de veículos na Bolívia

Primeiro dia de nossa expedição: deslocamento pelo Mato Grosso e entrada com veículo na Bolívia pela fronteira de Corumbá.

Primeiro dia da nossa expedição: saímos logo cedo de Araraquara, nossa base de partida devido a meus pais que moram lá e onde embarcaram outros membros da expedição. Pontualmente as 23h00 da noite do dia 02/02/2019 estávamos rodando com destino a Mato Grosso do Sul. O plano inicial era parar em Campo Grande, mas como foi um dia de deslocamento, esticamos até Corumbá divisa com a Bolívia, onde chegamos por volta das 14h00 após cruzar o pantanal.


Amanhecer em Mato Grosso do Sul - A posição do sol indica
que avançávamos para oeste.

Corumbá é uma cidade simpática e quente. Ficamos hospedados em uma pousada boa com uma proprietária ruim, mas como foi apenas uma noite, não fez diferença. A cidade possui vários locais de hospedagem e isto não é uma preocupação lá.

No dia seguinte começou a saga da fronteira que pretendo detalhar um pouco mais.

Quando começamos a pesquisar sobre a entrada com carro na Bolívia encontramos várias informações desencontradas, inclusive em grupos de whatsapp teoricamente especializados. Estas informações diziam sobre apreensão de veículos, problemas com abastecimento, propinas etc e os passo a passo do que fazer não eram claros. Basicamente 90% por cento das pessoas colocavam medo. Com tudo isto, após muito pesquisar, encontramos a maneira que achávamos correto e felizmente tudo deu certo inclusive com um teste prático nas primeiras horas. 


Segue abaixo o procedimento que adotamos para entrar com nossos carros na Bolívia. É importante seguir etapa por etapa porque elas se relacionam:

1 - Saída no Posto da Policia Federal no Brasil:

A primeira coisa a ser feito é a saída do Brasil no posto da Policia Federal na fronteira. Se estiver com passaporte fica mais fácil pois é só um carimbo. Caso esteja com o RG é necessário preencher um formulário. Chegamos por volta das 09h00 e a fila estava relativamente demorada (aprox. 2 horas). Para as próximas vezes, pretendo chegar logo cedo antes do posto abrir.

A saída no Posto da Policia Federal é a unica atividade que você precisa fazer no Brasil. Nenhum documento ou inspeção no veículo é necessária. A Bolívia está apenas a alguns metros atravessando uma pequena ponte. Para entrada na cidade boliviana é necessário pagar uma taxa de R$ 2,00. Caso precise voltar, esta taxa é diária, basta apenas apresentar o recibo. Não há controle nenhum dos veículos, desta forma, você pode entrar e sair sem passar por nenhum dos processos de imigração o que gera vários problemas mencionados em vários lugares.

Posto de Policia Federal na fronteira de Corumbá MS

2 - Entrada na Bolívia através Posto de Imigração: 

Você precisa da saída do Brasil para fazer a entrada na Bolívia e depois você precisará da entrada na Bolívia para fazer os tramites alfandegários. Para fazer isto, após passar a ponte, procure o lado esquerdo do posto de fronteira (para quem entra no pais). Ai a fila é menor e o procedimento dura apenas alguns minutos.

Chegada na Bolívia/ Posto imigração

3 - Processo alfandegário para entrar com veículo na Bolívia: 

Após dar entrada na migração procure uma das casas de câmbio que ficam do lado esquerdo da rua em Puerto Quijaro a 100 metros do posto de imigração. Você vai precisar da ajuda de uma delas para além do câmbio, preencher no sistema deles (web) os dados para o processo de alfandega. Além do formulário serão necessárias cópias do passaporte ou RG, carimbo de entrada e documento do veículo. O pessoal entrega tudo certinho a um preço de mais ou menos R$ 25,00. Sugiro acompanhar de perto.

Vista Aduana Boliviana

Após obter o formulário e as cópias, dirija-se até o prédio da Aduana Nacional que encontra-se do outro lado da rua. Lá será necessário preencher um novo formulário manualmente e aguardar o processo por parte dos funcionários. Ao final, eles te entregarão a Declaración Jurada Ingreso y Salida de Vehículos de Turismo. Importante lembrar que a Aduana fecha das 11 as 14hrs.

Formulário com carimbos de entrada e saída

4 - Obtenção de "Orden de Direcion" para transitar na Bolívia: 

Este é um passo que muitas pessoas deixam de fazer e ficam expostas as fiscalizações e a boa vontade dos agentes bolivianos. Após fazer sua entrada na aduana é necessário que seja obtido uma ordem de direção, uma espécie de permissão para dirigir, na delegacia de transito da cidade seguinte, Porto Suárez. Esta informação nem sempre é passada pelos agentes aduaneiros e dificilmente é encontrada nas informações disponíveis na web.

Abaixo está um mapa com a localização aproximada da delegacia de transito em Porto Suárez. Basta entrar pela rua principal e ir olhando a sua esquerda, próximo a uma praça. Na ordem é necessário que conste as regiões que você vai dirigir. O guarda nos cobrou cerca de 100 bolivianos para emitir este documento, não sei se é um preço padrão ou foi uma espécie de propina. 

Localização aproximada da delegacia de trânsito de Porto Suarez

Ocorre que muita gente não executa estas etapas e tem problemas depois. No nosso caso, minutos após sair da delegacia, tomando a rodovia com destino a Sta Cruz de La Sierra nosso amigo foi parado em uma blitz. Os policiais pediram os documentos de entrada no país e a ordem de direção. Como estava 100% correto liberam o veículo imediatamente após cerca de 2 minutos. Enquanto eu aguardava um pouco mais a frente, um veiculo com um brasileiro que mora na Bolívia parou para prestar ajuda se necessário, muito preocupado que não tínhamos os documentos. Felizmente tudo estava ok! São várias as informações de casos de apreensão de veículos devido a documentação.

Em resumo, não é um processo tão complicado de ser executado. Basta seguir as etapas. É necessário que seja feito durante o dia. Caso não obtenha os documentos devido ao horário, volte para Corumbá e aguarde o dia seguinte.

Como veremos mais adiante, não tivemos nenhum problema com fiscalização ou abastecimento na Bolívia. 

Recomendo fortemente entrar no país com toda a documentação necessária, de acordo com a lei local.

No próximo post falarei sobre o caminho entre a fronteira e Sta. Cruz de La Sierra.

Abçs.








Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O consumo da Pajero TR4

De Corumbá a Santa Cruz de La Sierra