A revisão da TR...


De Mitsubishi Pajero TR4 em expedição pela América do Sul

A Mitsubishi Pajero TR4 é uma derivada da Mitsubishi Pajero Pinin que é um SUV 4x4 de porte pequeno-médio, produzido pela Mitsubishi Motors desde 15 de junho de 1998, na carroceria de três portas, e a partir de 24 de agosto de 1998 como uma carroceria de cinco portas. "Pinin" é um nome derivado do italiano "Para mim".

Foi exportado como Montero iO para países de língua espanhola, e para a Europa como Pajero Pinin, Shogun Pinin ou simplesmente Pinin. O modelo foi desenhado pela Pininfarina, um famoso escritório italiano. A Mitsubishi também fabricou o carro em uma fábrica perto de Turim, Itália. 

No Brasil foi fabricada como Pajero TR4 a partir de 2002 sob licença.

A TR4 é desde julho de 2007 o primeiro SUV 4x4 com motor flex, rodando com gasolina, álcool ou uma combinação dos dois. Em 2010 sofreu uma reestilização no Brasil mas ainda herda a base do modelo original.

Entrei neste lance de TR4 quando botei na cabeça que precisava comprar um jipinho. Isto ocorreu após ficar hospedado em Cunha SP e precisar descer duas vezes a antiga Estrada Real (hoje pavimentada) até Paraty RJ com um Peugeot 207. Estas duas vezes foram no mesmo final de semana.

Este tipo de carro te dá uma liberdade fantástica sem abrir mão de um minimo de conforto. Desde que estou com ele posso tranquilamente dizer que as diversões são muito maiores e o estou 100% satisfeito. Com ela desbravei vários lugares e conheci uma nova paixão: os ralis. O caveirão é usado a mil e nunca me deixou na mão. A TR4 é extramente confiável. Além disto, não posso reclamar das manutenções que muito se assemelham a um carro comum e quanto ao consumo: nada absurdo (vamos falar disto mais adiante). 





Meu modelo é uma versão Bolinha Flex 2008. Um pouco antes da viagem ela passou dos 200.000 km e apesar de ter todas as manutenções em dia, resolvi fazer uma preventiva básica para tentar minimizar eventuais problemas. 

Abaixo estão as peças trocadas e os itens revisados para a nossa expedição:

- Kit completo de correias (original);
- Tensionador de correia (original);
- Kit de tampa das válvulas (original);
- Kit de velas + cabos;
- 7 litros de liquido de arrefecimento;
- Jogo de pastilhas (dianteiro e traseiro);
- Retifica de disco;
- Filtro de ar;
- Filtro de ar condicionado;
- Kit mangueiras de água (maior original);
- Revisão bomba de combustível/ TBI;
- Óleo Motul.

Basicamente nada em especial. O liquido de arrefecimento foi devido a preocupação com baixas temperaturas e um possível congelamento. As demais peças foram todas preventivamente sendo que o freio é extramente recomendável devido à algumas partes do trajeto onde são bem requeridos. 

O caveirão, acompanhado da TR do meu amigo,  foi e voltou sem grandes contratempos confirmando como sempre a confiabilidade do modelo.






Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O consumo da Pajero TR4

Expedição Aymará II - Janeiro 2021

Primeiro dia: processo de alfandega e entrada de veículos na Bolívia